BLOG MANNESOFT PRIME

24/02/2020

Evasão Escolar: como identificar os sinais dos alunos e desenvolver estratégias de retenção

A evasão escolar é um tema que perpassa vários aspectos da condição do aluno na escola, entre eles podem ser destacadas questões de saúde, financeiras ou emocionais das famílias.

Entretanto, segundo as pesquisas mais recentes do Banco Mundial (2018), a principal causa da evasão escolar atualmente é, de fato, o desinteresse dos alunos pela escola, que se inicia com faltas esporádicas e progride para o total abandono da escola. 

A adolescência como travessia

O estudo aponta que o ápice dos números de evasão se encontra nos anos finais do Ensino Fundamental II e no Ensino Médio, período em que a maior parte dos alunos enfrentam situações de grandes transformações físicas e emocionais, ao atravessarem a adolescência.

O período da adolescência é geralmente marcado por fortes impulsos e buscas por assumir o controle da própria vida. As experiências vividas nesse período são marcadas pela busca da identidade, independência e pelas habilidades para construir parcerias e relacionamentos amorosos lhes tragam satisfação imediata. 

Muitos abandonam a escola no intuito de dar maior foco e espaço para essas questões, que em um primeiro momento lhes parecem mais importantes e difíceis de conciliar com os estudos regulares. 

O papel da escola no processo de evasão

Para compreender o contexto da escola e seu papel no processo de evasão, é preciso considerar a  trajetória do aluno na educação básica como um todo e não de forma fragmentada. Dos 4 aos 17 anos uma criança pode pode ter passado por até 4 escolas diferentes, o que implica em conciliar seu processo de amadurecimento, com inúmeras demandas por adaptação ao ambiente e metodologias de ensino.

Para que o aluno suporte os desafios encontrados em seu processo de desenvolvimento intelectual, ele precisa ser envolvido pela escola com algo a mais do que os conteúdos programáticos. É importante que ele encontre motivação em ações promovidas pela escola, nas quais ele possa associar a busca por si mesmo e pelo mundo, características da adolescência, com o que encontra no ambiente escolar.

Esse desafio se torna ainda mais complexo, quando é preciso disputar a atenção do aluno com uma infinidade de encontros e entretenimentos oferecidos na internet, ao alcance da mão, em tempo integral.

É preciso adaptar-se ao contexto do século XXI, reinventar e transformar o espaço tornando-o significativo para o aluno, para que ele se identifique e encontre também formas de prazer em estudar. Dessa forma, os estudantes poderão desenvolver seu protagonismo no ambiente da escola, sem precisar deixá-la em busca de se realizar em outros espaços.

3 sinais para ficar atento no processo de evasão

Na maior parte dos casos, os alunos não abandonam a escola de forma repentina. A observação atenta dos sinais pode ser crucial para recuperar o interesse de alunos que estão se desconectando da vida escolar. Os 3 principais indícios desse processo são:

1 - A participação do aluno em sala e sua atenção diminui significativamente e ele demonstra estar alheio a tudo;
2 - O aluno deixa de fazer as tarefas extraclasse;
3 - As faltas tornam-se frequentes.

A família como parceira

Na ponta desse processo estão os professores, pois são estes que por meio de sua sensibilidade e atenção identificam os primeiros sinais do aluno. Cabe a eles, dentro de suas condições, encaminhar para a equipe pedagógica os casos críticos em que as faltas persistem por mais de três dias sem justificativa.

Após os professores sinalizarem a ausência do aluno ao pedagogo, o próximo passo é entrar em contato com a família do aluno. Essa integração é muito importante, já que a escola precisa compreender o contexto familiar do aluno e os pais ou responsáveis precisam ter conhecimento da situação escolar da criança ou do adolescente.

Deve ser estabelecida uma conversa franca e direta a respeito do desenvolvimento da criança e sobre a importância de juntos criarem condições para que o aluno volte às suas atividades escolares.

Ferramentas tecnológicas de gestão educacional a serviço da retenção de alunos

É certo que nenhuma ferramenta será tão eficaz na retenção do aluno quanto a percepção do professor em uma sala de aula. Entretanto a tecnologia dos softwares de gestão educacional pode auxiliar na identificação de casos críticos, por meio de relatórios e indicadores fornecidos pela gestão pedagógica da escola.

O Mannesoft Prime, é um software de gestão educacional escolar que possibilita a integração dos diversos setores da escola, facilitando o cruzamento de informações como controle de frequência, desempenho escolar e gestão de tarefas escolares, que podem ajudar na retenção de alunos. O software oferece ainda funcionalidades como rastreador de evasão, tornando ainda mais fácil o acompanhamento dos indicadores pela gestão pedagógica.

Várias escolas que são referência no Brasil, utilizam hoje o Mannesoft Prime para gerir a retenção de seus alunos. E esse é apenas um dos muitos benefícios que essa plataforma pode oferecer para sua gestão. Entre em contato e conheça todas as soluções que você pode implementar no seu ambiente escolar.




Voltar

Contato

Entre em contato pelo formulário ou
nos envie um e-mail.

contato@mannesoftprime.com.br

41 3111.2200